A vida difícil dos jornalistas na crise

Já está fechado o programa das próximas duas sessões das conferências “Jornalismo em tempos de crise“. Enquanto não chega o cartaz final, aqui fica o plano: Sábado à tarde, na Casa da Imprensa, é dia de workshop laboral e de debater os desafios que se colocam aos jornalistas e ao jornalismo.

Workshop sobre direito laboral no jornalismo

Uma boa parte dos órgãos de comunicação social enfrenta uma vaga de despedimentos colectivos, rescisões individuais, cortes salariais.  Como é que as empresas planeiam o emagrecimento de recursos humanos? Quanto vale um contrato? Como agir perante uma proposta de rescisão amigável? E perante um despedimento colectivo? O que é uma indemnização razoável? Podem cortar-me o salário? O salário base é mais protegido do que o subsídio de isenção de horário? Vale a pena ir para tribunal para resistir a um despedimento? Como têm decido e quanto tempo levam? 

Esta sessão, em formato de workshop, contará com a presença de juristas que conhecem de perto a realidade laboral. Juntos vão tentar responder a estas e outras questões e dúvidas sobre casos concretos que surjam durante o debate.

    • Fausto Leite, advogado, especialista em Direito do Trabalho
    • José Eduardo Sapateiro, juiz desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa
    • Rui Pereira de Melo, advogado

Os novos media: que desafios colocam ao jornalismo e aos jornalistas?

A mudança profunda do jornalismo é ditada pelas alterações tecnológicas e de consumo e pelo advento da internet. O ponto de partida para esta sessão é pensar no jornalismo em múltiplas plataformas e em como os novos media, com o seu imediatismo e capacidade de reacção, estão a mudar o jornalismo. Os convidados, com diferentes experiências e sensibilidades, tentarão dar respostas às seguintes questões: quanta flexibilização pode haver perante pressões de rapidez ou de produção para as múltiplas plataformas? As plataformas mudam. E os princípios do jornalismo? Os conhecimentos e as competências que dantes eram decisivas para a prática de um jornalismo exemplar também estão a mudar? 

    • António Granado, editor multimédia na RTP e professor universitário
    • Joaquim Vieira, jornalista e presidente do Observatório da Imprensa
    • Paulo Querido, jornalista-programador e consultor em novos media
    • Walter Dean, Committee of Concerned Journalists (Entrevista, em inglês, gravada a partir de Washington)
       
Esta entrada foi publicada em Conferência, Crise nacional, Fórum de Jornalistas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

3 respostas a A vida difícil dos jornalistas na crise

  1. Pingback: Empresas de imprensa reduziram 450 colaboradores entre 2006 e 2010 | Fórum de Jornalistas

  2. Pingback: Custos com remuneração das administrações sobem 13% | Fórum de Jornalistas

  3. Pingback: Imprensa perde 35 milhões em publicidade em quatro anos | Fórum de Jornalistas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s