Por que razão os jornais são cada vez mais pressionáveis

Muito se tem falado sobre a pressão a que os jornais estão sujeitos. Alberto Rui Pereira, presidente da “Initiative”, que lidera também a Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragens, ajudou-nos, na conferência de 26 de Maio, a perceber o contexto que favorece estas pressões.

“Há um desequilíbrio entre a procura e a oferta [no segmento de mercado da imprensa]. Quando a procura é muito inferior à oferta, há uma pressão muito grande sobre o preço. O mercado perdeu um terço do investimento publicitário. Na imprensa foi 46%, entre 2008 e e 2011. Se olharem para a oferta, ou seja o número de títulos disponíveis no mercado é praticamente o mesmo para metade do dinheiro. Há aqui um ajustamento que tem de ser feito. Das duas uma, ou vai haver mais dinheiro para investir, que não vai haver, ou não pode continuar a haver a mesma oferta. E é por isso que a pressão económica é cada vez maior sobre os grupos de comunicação social e sobre os jornalistas. E infelizmente vai continuar a ser porque não se vislumbra nenhuma inversão nos dados”.

Esta entrada foi publicada em Conferência, Crise nacional, Fórum de Jornalistas, Jornalismo com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s