Portugueses passam hoje mais tempo a ler jornais do que no passado

Na sua intervenção durante a conferência do Fórum de Jornalista realizada no dia 26, na Casa da Imprensa, Alberto Rui Pereira, presidente da agência de meios “Initiative” salientou um aspeto que tende a ser esquecido no meio da tormenta que se vive na imprensa portuguesa (e não só): hoje o consumo de informação é maior do que no passado. O que mudou foi a forma como se consome.

“As plataformas digitais não reduziram a necessidade de informação, antes pelo contrário. Entre 2008 e 2011, o número de minutos que é consumido em cada meio não se reduziu com o acesso à internet. Mesmo nos jornais, o número de minutos durante os quais as pessoas lêem jornais passou de 31 para 39 minutos. Não se lê menos do que se lia. Pode é dizer-se que se lê de uma maneira diferente e outro tipo de conteúdos que não se lia no passado”, afirmou o também presidente da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragens.

Mais, segundo números da Marktest, citados na mesma intervenção, a taxa de penetração dos jornais não tem diminuído: 81% dos portugueses lêem jornais (no formato papel ou digital).

Esta entrada foi publicada em Conferência, Fórum de Jornalistas, Jornalismo, Novos media com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s