De Faro a Braga, onde é que os jornais estão a perder leitores

Entre os diários generalistas, nenhum escapa à quebra da circulação total, que junta a circulação paga – vendas em banca, assinaturas e vendas em bloco – e as ofertas. No entanto, segundo os dados da APCT para os primeiros quatro meses do ano, a dispersão geográfica da descida varia de publicação para publicação. Veja em baixo onde é que os jornais estão a perder mais leitores e onde ainda resistem.

DN perde 30% dos leitores em Lisboa
Entre janeiro e abril deste ano, o Diário de Notícias vendeu e distribuiu menos 5609 jornais por dia em Lisboa, face a 2011. Uma contração de 28,6% da circulação total. Ainda assim, Lisboa continua a ser, de longe, a região mais forte para o DN, com uma quota de 50,5%. Parte desta descida é compensada por ganhos a norte. Porto (2ª capital de distrito com maior circulação), Braga (3º), Aveiro (5º) registaram subidas de 214%, 511% e 511%, num total de mais 5237 jornais por dia. No total, a circulação não paga (ofertas) do DN permaneceu praticamente inalterada, em comparação com 2011, bem como as vendas em bloco. As vendas em banca caíram 13,7%, para os 15 406/dia.

JN com menos 10300 jornais no Porto, sobe em Lisboa
A circulação total do Jornal de Notícias caiu 19,4% no Porto, o maior pilar de vendas do diário. Entre janeiro e abril, foram 42 794 exemplares por dia, menos 10328 que no mesmo período de 2011. Parte desta quebra é compensada por uma subida de 4834 em Lisboa (196,6%). No total, a circulação do JN é 77 567/dia, menos 10,7% que no ano passado. As vendas em banca afundaram 20,4%. As ofertas e as vendas em bloco também caíram em relação a 2011.

Circulação do CM cai 6% em Setúbal e 7% em Faro
Até o gigante Correio da Manhã está a registar quebras na sua circulação, com uma descida de 5% nos primeiros quatro meses do ano. Tal como os dois diários da Controlinveste, Lisboa é uma das regiões mais afetadas, com menos 3460 jornais/dia (-6,5%) que coloca o CM ligeiramente abaixo dos 50 mil na capital. Em Setúbal e Faro, segunda e terceira capitais de distrito mais fortes para o CM, também houve descidas assinaláveis, de 5,8% e 7%, respetivamente. O diário da Cofina também reduziu ligeiramente as ofertas e as vendas em bloco. As vendas em banca caíram 5,2%.

i cai 59% em Lisboa e15% no Porto
A circulação do i continuou a cair drasticamente em 2012, estando agora nos 6797 exemplares/dia (-26,5%). Lisboa e Porto, sendo onde o diário mais vende, foi também onde mais leitores perdeu. Em Lisboa a quebra foi 59%, no Porto, 15,4%. Contudo, grande parte desta tendência generalizada de descida é justificada por uma contração bastante acentuada das ofertas (60%) e das vendas em bloco que, de 1009 no ano passado, passaram a 59 em 2012. As vendas em banca estabilizaram nos 4482.

Público estagna em Lisboa. Circulação cai 28% em Setúbal
O Público viu a sua circulação cair 3,9%, em comparação com 2011. Porém, em Lisboa, que representa 49% da sua circulação total, os números estagnaram. No Porto, segunda região com números mais fortes, houve uma subida de 125 exemplares/dia. Apesar de descer ligeiramente em quase todas as capitais de distrito, a queda mais acentuada é registada em Setúbal, com menos 495 exemplares (-28,4%). De referir que as vendas em banca estão a cair a ritmo bastante superior à circulação total (-13,3%). As razões para a discrepância prendem-se como um aumento significativo das ofertas e das vendas em bloco, onde o Público foi buscar mais 1234 exemplares/dia.

Esta entrada foi publicada em Crise nacional, Jornalismo, Vendas com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s