Smartphones e tablets muito usados como se fossem papel

Uma das grandes alterações da indústria de comunicação social passa pela proliferação dos suportes digitais móveis de informação, os “smartphones” ou “tablets”. As consequências desta transformação na vida dos jornais e dos jornalistas está longe de ser clara.

Nos EUA, um dos mercados mais avançados nesta tendência, o fenómeno vai sendo estudado e um dos centros de investigação mais conceituados sobre o tema o – Pew Research Center’s Project for Excellence in Journalism (PEJ) – publicou ontem um extenso relatório  construído a partir de inquéritos a perto de 9.500 adultos: “The Explosion in Mobile Audiences and a Close Look at What it Means for News

O trabalho realizado numa parceria com o The Economist Group procura caracterizar as várias dimensões desta transformação. Uma das interessantes é que a grande adesão às plataformas móveis não significou, pelo menos ainda, uma transformação significativa na forma como os utilizadores consomem informação: a maioria continua a ler notícias em casa e cerca de metade recebe informação apenas uma vez por dia:

The survey also finds that consumers have yet to embrace certain features that mobile devices offer. While mobile technology allows people to get news anywhere, and any time, most people get news on these devices when they are at home-and roughly half of mobile news users get news on their device just once a day.

O estudo suporta ainda a ideia de que a morte dos jornais em papel é manifestamente exagerada. Em vez de aniquilar a tecnologia existente, a proliferação de novas plataforma móveis está a criar novos consumidores multiplataforma. Por exemplo, entre os consumidores de informação em “smartphone”, 47% continua a receber informação em papel, 75% também consome através do computador e 28% no seu tablet:

Rather than replacing old technology, the introduction of new devices and formats is creating a new kind of “multi-platform” news consumer. More than half, 54%, of tablet news users, for instance, also get news on a smartphone; 77% get news on a desktop/laptop; 50% get news in print, and a quarter get news on all four platforms. Among smartphone news users, 47% still get news in print, while 75% get news on the laptop/desktop device and 28% get news on a tablet.

Aplicações e pagamentos não são panaceia
Outra conclusão surpreendente é que, ao contrário do comummente aceite na indústria, os consumidores de informação em suporte móveis preferem aceder a informação através de “browsers” a fazê-lo através de aplicações (“apps”). A evolução tem aliás favorecido a utilização de browsers, que na amostra analisada são o “canal” escolhido por cerca de 60% dos utilizadores:

There has been movement over the last year toward using the browser rather than apps for tablet news consumption. Fully 60% of tablet news users mainly use the browser to get news on their tablet, just 23% get news mostly through apps and 16% use both equally. In 2011, 40% got news mostly through a browser, 21% mostly through apps and 31% used both equally. (…) The browser is preferred on the smartphone as well (61% get news mostly through a browser, 28% mostly through apps and 11% use both equally).

Finalmente, e da dada a crise financeira que a indústria enfrenta vale a pena realçar uma nota referente ao negócio. Os consumidores de informação em suportes móveis continuam a resistir ao pagamento pela informação, concluem os autores do estudo perante a informação de que entre os consumidores de informação móvel, são mais os que tem assinaturas em papel do que assinaturas digitais:

Perhaps most pressing for the industry, the survey shows continued resistance to paying for content on mobile devices. More mobile news users have print-only subscriptions than have digital ones. Just 24% of them are considering exchanging their print subscription for a digital one (though these tend to be younger subscribers, which suggests their numbers will grow).

Esta entrada foi publicada em Crise internacional, Investimento, Novos media, Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s