Trabalhadores da Lusa pedem pré-aviso de greve

Os trabalhadores da agência Lusa pediram aos sindicatos a emissão de um pré-aviso de greve por tempo indeterminado em protesto contra os cortes de 30% no financiamento da empresa para o próximo ano.

Os cortes no contrato-programa entre o Estado e a agência de notícias foram comunicados esta quarta-feira à Comissão de Trabalhadores por Miguel Relvas, ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, com a tutela da comunicação social. O contrato anterior previa um financiamento anual de 15 milhões de euros; o Governo quer diminuir este valor para 10 milhões. Relvas assegurou que isso não implicará despedimentos.

À reunião com o ministro seguiu-se um plenário, onde foi aprovada uma resolução a rejeitar “qualquer redução arbitrária das verbas destinadas a compensar o contrato programa do Estado com a Lusa, numa lógica exclusivamente economicista”. Os trabalhadores exigem que as verbas para a Lusa sejam definidas “em função do pagamento dos custos em que a empresa incorre pelo serviço público que lhe cabe assegurar”.

O ano passado, lembra o Público, a agência apresentou lucros de 2,7 milhões de euros, mas foi impedida pela tutela de distribuir dividendos. Desse valor, acabou por provisionar cerca de dois milhões de euros. Os maiores accionistas da Lusa são o Estado (50,14%), a Controlinveste (23,36 %) e a Impresa (22,35%).

Esta entrada foi publicada em Condições laborais, Crise nacional, Jornalismo, Sindicato com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s