Leia o comunicado da Direcção do Público

A Direcção Editorial do “Público” emitiu ontem ao final tarde um comunicado sobre o despedimento de 48 trabalhadores do jornal. Leia-o em baixo na íntegra: 

1 – A administração e a Direcção Editorial do PÚBLICO apresentaram hoje aos trabalhadores um plano de redução de custos que prevê a dispensa de 48 pessoas da empresa.

2 – A redução de custos tornou-se uma inevitabilidade. O persistente desequilíbrio financeiro – que este ano se reforçou e que se acentuará em 2013 – comprometeria a sustentabilidade e sobrevivência do PÚBLICO a curto prazo.

3 – Houve um grande esforço colectivo para reduzir os custos do jornal nos últimos anos, quer através de acordos com os trabalhadores, quer nos gastos do funcionamento do jornal. Essas poupanças temporárias são no entanto insuficientes para inverter a tendência de prejuízos crescentes.

4 – No primeiro semestre do ano, o mercado dos jornais generalistas em Portugal caiu 29.500 exemplares por dia face ao período homólogo do ano anterior, o que corresponde a uma queda de 11.7%. A agravar este cenário de crise estrutural, as receitas publicitárias – principal fonte de receitas dos jornais – tiveram uma quebra de 29% nos últimos nove meses.

5 – A aplicação deste plano de redução de custos será muito difícil – para o jornal e para todos os que, com profissionalismo e dedicação, o fazem hoje. O cenário com que o jornal se confronta, no entanto, torna impossível outro caminho. Só uma empresa mais sustentável financeiramente permitirá a preservação do projecto editorial do PÚBLICO.

6 – O futuro de crescimento está claramente no digital. Entre 2009 e 2011, as receitas geradas pelo online cresceram 14%. Estes valores são insuficientes para compensar os prejuízos globais, mas mostram o caminho. Somos líderes no online e acabámos de bater mais um recorde. Ultrapassámos, em Setembro, os 51 milhões de pageviews e 11 milhões de visitas num só mês. Para manter a qualidade de conteúdos que hoje fazemos – seja para a edição impressa, na web, nos smartphones ou nos tablets – temos que continuar a fortalecer a nossa aposta estratégica no digital.

7 – O nosso objectivo é hoje o mesmo de sempre – um jornalismo de qualidade e independente.

Esta entrada foi publicada em Crise nacional com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s