A 2ª vez da Renascença: Grupo abre programa de rescisões

Lisboa, 03 jan (Lusa) – A administração do grupo Renascença anunciou hoje aos trabalhadores a abertura de um programa de rescisões por mútuo acordo, o qual estará em vigor até 24 de janeiro, disse hoje à Lusa um dos administradores da empresa.

“A administração vai abrir um programa para cessação do contrato de trabalho por mútuo acordo”, afirmou o administrador José Luís Ramos Pinheiro, escusando-se a adiantar mais detalhes.

O programa de rescisões mútuas termina a 24 de janeiro.

Esta medida, segundo o administrador, resulta “da profunda degradação do mercado publicitário” em Portugal, já que são estas as receitas que suportam grupos de comunicação social, como o caso do grupo Renascença Comunicação Multimédia, que detém as rádios Renascença e a RFM.

“Nenhum de nós ignora a situação do país e dos meios de comunicação social portugueses e, portanto, não estamos perante a crise de uma empresa, mas sim do setor”, acrescentou José Luís Ramos Pinheiro.

Além do programa de rescisões voluntárias, a administração decidiu que vai reestruturar a política de remunerações, a qual vai ser estudada durante este ano “dentro das possibilidades legalmente consentidas” e que “promova uma redução de custos”.

Atualmente, o grupo Renascença tem cerca de 290 trabalhadores.

Esta entrada foi publicada em Crise nacional com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s